Cocada de Gema da Vó Romilda

Cocada de Gema

A receita de hoje é muito especial e tem tudo a ver com o dia da mães, pois é uma receita da mãe da minha mãe, a Vó Romilda. Essa cocada de gema há tempos povoava os pensamentos de todos lá no sítio e no final do ano eu e a minha irmã nos propusemos a fazê-la, para relembrar uma tradição de final de ano! No Natal, Tia Maria costumava fazer um pão de ló (receita aqui), umedece-lo com com a cocada de gema e recheá-lo com creme de confeiteiro! E olha, cumprimos bem a tarefa de reproduzi-lo, foi um sucesso!

Eu tenho poucas lembranças da Vó Romilda, pois ela faleceu quando eu tinha uns 10 anos. Lembro dela sentada na sua cadeira da cozinha, com uma bacia no chão, cortando aquele maço de couve enorme na mão, fatiando bem fininha. Lembro da voz firme e de comando, fosse para colocar a cachorrada para fora ou para brigar com o tio Batista, quando ele fazia alguma traquinagem, ou comigo e com as minhas primas quando pegávamos as colheres do dia a dia para cavar o quintal ou quando pegávamos os fósforos escondidas rs… Lembro dela penteando o volumoso cabelo grisalho após o banho, sempre sentada no sofá com as pernas dobradas (como fazemos eu e a minha irmã). De acordar na casa dela nas férias e sentir o cheirinho de pão assando, e come-los no café da manhã bem quentinhos com manteiga derretendo. São lembranças boas e únicas!

Eu não lembro dela fazendo a cocada de gema, mas minha irmã conta que ela fazia como ninguém… e que todo mundo ficava ansioso para come-la, e a vó colocava a cocada na geladeira, nesta mesma vasilha que eu usei para fotografar, com uma tampa de alumínio em cima, que toda vez que alguém abria a geladeira ela balançava e fazia barulho… e então todos sabiam que alguém estava tentando roubar um pouco da cocada, ainda quente rs…

Foi muito bom fazer e provar essa cocada de gema no final de ano, e pensar em todas essas lembranças! Tenho certeza que Tia Maria e a Vó Romilda lá no céu ficaram contentes e orgulhosas de nós!

Feliz dia das mães!

Cocada de Gema

Rendimento: 6 a 8 porções

Dificuldade: Média

Tempo de preparo: 1 hora

Ingredientes:

  • 6 gemas
  • 600 ml de água
  • 250 g de coco fresco ralado fino
  • 200 g de açúcar cristal
  • 1 cravo
  • Opcional: 1 fava de baunilha
Modo de preparo:
  1. Em uma panela grande coloque a água, o cravo e o açúcar e deixe ferver até atingir ponto de fio, que é quando a calda escorre facilmente da colher em um fio fino, ainda um pouco rala, ou quando atinge 101º C, para quem tem termômetro culinário.
  2. Enquanto a calda ferve, coloque as gemas em uma peneira e deixe escorrer em uma tigela (não passe a colher de jeito nenhum!).
  3. Quando a calda atingir o ponto, junte o coco ralado e as sementes da fava da baunilha (opcional) e deixe cozinhar em fogo baixo por 10 minutos, até que o coco esteja bem envolvido pela calda e cozido. Se necessário, deixe cozinhar mais um pouco.
  4. Pegue uma concha da calda com coco e junte à tigela de gema peneiradas, mexendo sem parar, para que elas não coagulem. Dessa forma você irá fazer com as gemas atinjam a mesma temperatura da calda, evitando que os ovos cozinhem de uma vez quando juntar tudo.
  5. Junte as gemas à panela com a calda e misture sem parar, cozinhando em fogo baixinho por mais 10 minutos (dica: vire o botão do fogão como se fosse desligar, assim você consegue controlar para que o fogo fique bem baixinho mesmo), até que a cocada comece a engrossar um pouco.
  6. Retire do fogo e passe para uma tigela de vidro ou cerâmica. Cubra com filme plástico, rente a cocada, deixe esfriar e leve a geladeira.

Use para umedecer/rechear bolos ou coma pura mesmo, na canequinha! Hummm!

Beijos,

cocada de gema
Uma canequinha de ágata de cocada de gema pura, hummm
Cocada de gema
Vó Romilda e Tia Maria, observando tudo

Deixe uma resposta