Molhos Rosê, Aioli e Ponzu – Ano Novo Parte II

Depois de uma sessão “turistada” pelo centro do Rio de Janeiro para visitar o Museu do Amanhã, Boulevard Olímpico e Confeitaria Colombo e experimentando a sensação térmica de 47°C, voltamos para casa afins de descansar e curtir o fim da tarde. Antes, passamos no Mercado do Produtor da Barra, uma espécie de Perequê do Rio de Janeiro, e compramos um belíssimo robalo fresco e um quilo de camarão. E aí, o que fazer? Fomos pensar na piscina…

Logo após o pôr-do-sol, o menino começou a se queixar de dores no ouvido. Já sabíamos que era aquela famosa otite anual, que sempre vem nos visitar nessa época e enquanto fomos medicar o Pequeno, a Júlia, a Carol, os Júlios (o japonês e o cunhado), a Memé e o Lupa se encarregaram da janta! Aproveitamos os dotes culinários diversos dos que estavam presentes e assim tivemos sashimi e molhos variados para comer com os camarões, como se fosse um coquetel de camarão reinventado. Aproveitamos também que no meu aniversário do ano passado minha irmã me deu uma tábua de pedra de sal do Himalaia, maciça, de 20 por 15 centímetros. Até então, sabíamos que ela deveria ser utilizada para servir alimentos, fossem gelados ou quentes, e a sua inauguração pedia um evento especial. O dia do evento chegou. Colocamos a tábua no congelador (pois ela ajuda a manter o peixe gelado) e sobre ela colocamos o sashimi! E quem se importa com 4 tentativas para fazer o Aioli? Quem? Ninguém, pois no fim, ele ficou delicioso, né Lupa?

Comemos sentados no chão da sala, em volta da mesa de centro, sem nenhuma frescura e nos deliciando com essas iguarias simples e muito saborosas.

O que se seguiu a refeição foram horas de muita diversão regadas a vinho, cerveja, desafios musicais e de dança, com performances de fazer inveja ao Gera Samba (sim, sou do tempo do Gera Samba e não do é o Tchan) tudo isso com a desculpa de esperar a ultima caravana vinda de SP chegar. Isso aconteceu as 03:00 hs.

Definitivamente, o melhor tempero nessa noite foi a companhia dos amigos.

Aos meninos, o nosso agradecimento especial, pois foi uma noite memorável!

Ps.: A pedra de sal, salga. O peixe em contato com ela fica levemente temperado e por isso o ponzu combina tão bem.

Molho Rosê

Rendimento: aproximadamente 1 xícara de chá

Dificuldade: Fácil

Tempo de Preparo: 5 minutos

Ingredientes:

  • 3 colheres de maionese,
  • 1 colher sopa de catchup.
  • 1/2 colher sopa de mostarda.
  • 1/2 limão espremido
 
Modo de Preparo:
  1. Misture tudo e prove.
  2. Acerte com o que estiver faltando.

Ele é um molho neutro. Não tem muita ciência pra preparar esse molho. É só ter os ingredientes…

Aioli

Rendimento: aproximadamente 1 xícara de chá

Dificuldade: Média

Tempo de Preparo: 20 minutos

Ingredientes:

  • 2 gemas
  • 2 a 3 dentes de alho
  • Em torno de 200ml de azeite de oliva
  • 1 colher (chá) de suco de limão
  • Sal e pimenta do reino a gosto
 
Modo de Preparo:
  1. Coloque a gemas em uma vasilha média e misture o alho, o sal, a pimenta do reino. Acrescente um fio de azeite e misture delicadamente.
  2. Em seguida, utilizando um batedor de arame (ou no liquidificador, ou mixer), comece a bater a mistura e ao mesmo tempo acrescente o restante do azeite em um fio continuo. Não precisa bater muito forte, mas sim de forma continua, até que o molho esteja consistente. Esse processo demorará em torno de 8 minutos.
  3. Por último, acrescente o suco de limão e misture.
  4. Se talhar, bata de novo que ele volta ao normal.
  5. Pode ser que ele não fique tão firme como uma maionese ou ainda, que não misture e emulsione, pois isso tem relação com a quantidade de gordura da gema, a quantia certa de líquidos para emulsificar…etc. Então, seja teimoso. Se não der certo, tenta de novo. Uma hora sai. E mesmo se ficar pouco cremoso, vai ficar bom, mesmo que não fique lindo.
 
 

Molho Ponzu

Rendimento: 3/4 xícara de chá

Dificuldade: Fácil

Tempo de Preparo: 15 minutos

Ingredientes:

  • 1 limão taiti (suco)
  • 50 ml de vinagre de arroz (se não tiver, pode ser o normal)
  • 50 ml de água
  • 25 ml de sakê (de beber)
  • 25 ml de sakê mirin (sakê culinário)
  • 2 colheres (sopa) generosas de shoyu
  • 1 colher (chá) de óleo de gergelim
  • 1/2 xícara (chá) de suco de laranja fresco, coado
  • Cebolinha, picada bem fina, a gosto
 
Modo de Preparo
  1. Em uma panelinha, coloque todos os ingredientes e deixe apurar, fervendo por mais ou menos 2 minutos até reduzir um pouco e caramelizar;
  2. Depois de frio, pode ser na geladeira para acelerar, junte a cebolinha e sirva.
 

Beijos,

Nota da Júlia: Nos dias seguintes, aquelas que ficaram imitando a Carla Peres e Débora Brasil naquela madrugada tiveram muito torcicolo! Nunca serão!

0 falando de “Molhos Rosê, Aioli e Ponzu – Ano Novo Parte II

Deixe uma resposta