Salada de Cuscuz Marroquino

Cuscuz Marroquino

Acho que não é novidade para ninguém que nós duas somos uma coleção de histórias, influências e receitas. Embora tenhamos pouca (hum…) idade, as histórias são muitas e se acumulam, formando um estoque infindável de coisas para contar. E como sempre estamos em volta da mesa, não faltam receitas para acompanhar essas histórias, como essa salada de Cuscuz Marroquino…

Ao longo dessa vida conhecemos tantas pessoas e lugares. Entretanto, há um certo pensamento comum que nos rodeia, quase diariamente, e ele começa com “eu nunca pensei que iria/faria…”. Pode completar essa frase com o que quiser. Desde shows, lugares, viagens, receitas difíceis de executar e certos eventos como, por exemplo, uma Olimpíada.

Somos filhas de pessoas que gostam de esportes, todos ou boa parte deles. De dois seres que gostam de futebol, fórmula 1, ginástica, natação, pode colocar muita coisa na lista. Portanto, eles sempre deram muito valor às Olimpíadas.

Por mais gostemos, nunca imaginamos que uma olimpíada pudesse ser realizada aqui. Vivê-la então…aff….nunca pensamos.

Até que, coincidentemente, aconteceu a necessidade de uma mudança de cidade, de São Paulo para Rio. Justamente neste ano, uma semana antes de começarem os jogos. E lá fomos nós.

Durante toda a experiência, a esportiva, de superação, de união, de interação com outras nações e a de acostumar-se com a cidade maravilhosa, formou-se o “acampamento do Comitê Olímpico Paulista”. Cercado de gente boa, onde ainda encontramos tempo para cozinhar, entre um jogo de basquete aqui e uma natação acolá.

E foram nesses divertidos e inesperados dias que nossa amiga Aline, esposa do Thiago, nos brindou com um jantar com as receitas da sua família, de ascendência Síria, preparadas com cuidado e o carinho que só ela tem. Dotada de aptidões e conhecimentos tão valiosos, é uma pessoa querida, fina e divertida. Eles estiveram conosco nas aventuras mais malucas, são de outros carnavais, de festas juninas, casamentos e tantas outras histórias.

A receita a seguir é mais uma das modalidades “leve e fácil” e pode acompanhar um quibe de forno, peixe, frango, filezinho, ou pode ser servido só. Um prato campeão. Olímpico. (veja mais receitas leves aqui).

Boas lembranças.

Salada de Cuscuz Marroquino
 
Rendimento: 2 a 3 porções
Dificuldade: Fácil
Tempo de preparo: 20 minutos
 
Ingredientes:
  • 1 xícara (chá) de cuscuz marroquino
  • 2 xícaras (chá) de água fervente
  • 1/2 xícara (chá) de damascos secos picados em cubinhos ou uvas passas pretas
  • 1/2 xícara (chá) de amêndoa
  • 1/2 cenoura média ralada ou 2 rabanetes em cubinhos
  • 1/2 cebola roxa pequena picadinha (opcional)
  • 1/4 de xícara de folhas de hortelã
  • 1/2 xícara de azeite
  • Sal e pimenta do reino a gosto
Modo de preparo:
  1. Se preferir a cebola menos ácida, coloque-a já picada em uma vasilha com água gelada e um pouco de sal e deixe na geladeira enquanto prepara o restante da receita.
  2. Coloque a água para ferver em uma chaleira. Em uma tigela grande, coloque o cuscuz marroquino. Jogue as 2 xícaras de água fervente e abafe com um prato por alguns minutos. Verifique se os grãos amoleceram, se não, deixe mais um pouco abafado. Em seguida, mexa com um garfo para desgrudar os grãos.
  3. Junte todos os ingredientes ao cuscuz cozido e tempere com o azeite, sal e a pimenta. Escorra a cebola antes de juntá-la a salada. Está pronto!

Beijos

Má e Ju

Um comentário em “Salada de Cuscuz Marroquino

  1. Ahhhh que lindas 🙂 Eu nunca vou me esquecer do Acampamento Paulista nas Olimpíadas e da maravilhosa estadia e hospitalidade dos nossos irmãos de coração! Que venham muitas receitas para serem saboreadas com muito amor e carinho, amo vocês 🙂

Deixe uma resposta